Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \30\UTC 2011

Foto: Iara.

Creia e assim sucederá…

Qual a árvore,

que seus galhos curvam à passagem da  tempestade,

 assim o sábio diante da Vida.

 Tem habilidade para resistir sem rigidez

e, devagar,  retorna ao lugar original.

Assim as plantas que se vergam e retornam…

Perdem as folhas e depois ressurgem mais belas…

Pois nelas há a certeza da Vida,

 a certeza de sua missão de  Vida,

 a aceitação resignada das vicissitudes e

a coragem sempre presente de renovar-se

 para a glória da Vida.

Então, paciência e perseverança.

 Quanto mais se avança, mais é exigido.

Quem tem mais, há que oferecer mais,

 demonstrar a grandeza da crença

no Mestre dos Mestres, Jesus!

Quem se decide a segui-lo, não teme.

Antes, sente a forte energia de sua presença,

o entusiasmo sadio daquele

 que se rejuvenesce ao contato da fé,

a alegria singela de quem está bem consigo mesmo.

Escrito por Bel Zanardo.

Anúncios

Read Full Post »

Foto: Iara.

Que importa o rugir da tempestade,

se no Cristo buscamos proteção?

Daqui a pouco brilha a felicidade,

a festa do sincero coração!

É necessário muito trabalhar

e com sinceridade perdoar…

Pois escolhemos o nosso caminho na Luz,

crendo firmemente nos ensinamentos de Jesus!

Escrito por Bel Zanardo.

Read Full Post »

Foto: Iara.

O dia amanhecia,

céu azul límpido…

O sol aparecia,

dia claro e lindo!

Do ônibus,  súbito,  eu vi

uma moça que descia…

Naquele rosto muita paz eu lia,

serenidade, mas não alegria!

Percebi,  então, que caminhava

e uma varinha a orientava…

Seus olhos, ao redor, não viam,

a luz eles não tinham!

Mas caminhava resoluta,

assumindo a sua luta.

O seu caminho bem sabia

e com coragem seguia.

Olhei, comovida, ao redor,

a beleza do dia a mim se revelava…

Nesse encontro casual com a dor,

que a vida, de repente, me mostrava.

Orei a Deus agradecida,

pelos olhos que vêem, pela vida…

Assumindo um compromisso, então,

de viver feliz com mais gratidão!

Escrito por Bel Zanardo.

Read Full Post »

Foto: Iara.

As pessoas passam,

 mas de certa forma permanecem,

 pois marcam as vidas ao redor,

 contribuem com os semelhantes

 e deixam gravados os sorrisos distribuídos,

 a bondade demonstrada

 e o entendimento que foram capazes de gerar no

 ambiente.

Escrito por Bel Zanardo.

Read Full Post »